Entrar Cadastre-se!

Saímos do mundo underground, mas nunca do nosso porão!

Fotógrafos

93_G

A grande culpa de eu ter me tornado fotógrafo é não é de uma pessoa. É de uma pergunta que nunca sai da minha cabeça: Gustavo, a magia está acontecendo na sua cara, agora, mané. Você sabe disso. Então, procura. E acha. E aí você divide com os outros. Cade? (isso é tipo a voz da minha consciência?pelo menos, uma delas.)
Sempre acreditei que os fotógrafos são seres altruístas por natureza. Eles mesmos abrem mão de viver um momento ou ?visão? especial para dividir com os outros.
Voltando... A real pegada da minha fotografia é revelar este um milhão e cacetada de histórias que são contadas a cada passo que damos, mas não têm ninguém aí pra ver, ou ouvir.
Esta frase define meu trabalho como fotográfico, o alterego, 93_G.
Também sou redator publicitário de formação e profissão (atualmente na agência AlmapBBDO). Acho que isso me ajuda a contar histórias que não sejam em formato .doc e sim em .jpeg
Minhas obras são convites às pessoas a enxergar, em vez de apenas olhar, o que está aí, todo dia.